Como montar um box de treinamento funcional

por Luciara Tayane

Ter uma rotina saudável está virando uma constante na vida de muitos brasileiros, e junto com essa mudança de hábito o mercado fitness vem crescendo como nunca antes, alimentando uma nova cultura de cuidado com a saúde, ao passo que diversas atividades ganharam força e ampliaram seu número de participantes.

 O treinamento funcional é um grande exemplo disso. Afinal, cada vez mais os boxes desse treinamento vêm sendo instalados e estão sempre cheios.

Como resultado de um mercado em expansão, montar um box tornou-se uma mega oportunidade para empreender, e neste artigo vamos elencar o que precisa ser levado em consideração para montar seu box.


Leia também:

1) Escolha uma boa localização e estrutura

Essa é uma etapa essencial que pode ser decisiva para o sucesso do seu negócio.
Recomendamos que antes você faça um benchmarking sobre seus concorrentes (pesquisa de preços e condições), veja como é distribuído o espaço, conheça a estrutura dos boxes e todos os detalhes que considerar importante.

Caso você vá alugar um espaço, calcule bem seus custos para não optar por um aluguel que esteja fora de sua realidade. 

O aluguel muito caro pode ser um risco indesejável no começo de um negócio, por isso, opte por um espaço menor no começo e com o crescimento da sua base de alunos você pode expandir aos poucos. 

Quanto à localização, nossa dica é que você escolha um lugar que ainda não haja muitos boxes e onde as pessoas interessadas possam achar com facilidade. 

Prefira lugares de fácil acesso e com espaço para seus alunos estacionarem com tranquilidade e segurança.

Outra dica valiosa é procurar locais com alta densidade populacional, por exemplo, próximo a regiões com muitos condomínios verticais.

 

  • Espaço

Optar por um espaço muito grande no começo pode não ser muito indicado, pois se houver poucos alunos, seu box parecerá vazio, e dependendo da região, o aluguel pode ser muito caro e comprometer seu financeiro, o que pode contribuir para fechar suas portas depois de alguns meses. 

Por isso, prefira uma instalação menor com turmas mais cheias, do que uma instalação enorme que parece estar vazia, mesmo com vinte alunos em uma sessão.

A área ideal de treino, para que seus alunos se exercitem sem esbarrar uns nos outros, é de 4 a 6 metros quadrados, revestida com piso emborrachado de qualidade.

Além disso, a altura do Box também é um detalhe importante, e deve ser analisada com extremo cuidado. Para a instalação de cordas, o ideal é que o pé direito seja de 4,60m a 5m de altura. Caso o seu prédio não possua essa altura, o mínimo aceitável é de 3,60m.

Outro detalhe essencial são os vestiários. Por ser uma modalidade intensa, muitos alunos têm o costume de usar os chuveiros, portanto, é essencial que vestiários e banheiros sejam bem equipados.

 

• Investimento médio inicial

O investimento maior no box será, inicialmente, com a reforma do espaço, compra dos equipamentos e treinamentos.

O custo é de R$70 mil a R$200 mil reais em equipamentos, dependendo da quantidade e tamanho do seu box, além de custos variáveis com a reforma do local.

 

2) Contrate profissionais 

Para montar um box não é obrigatório ter formação em educação física, no entanto, por ter no box o desenvolvimento de atividades físicas de alta intensidade, é recomendado contar com um ou mais profissionais dessa área em sua equipe.

Assim, você dedica seu tempo na gestão integral e tem em um ou mais professores capacitados a ferramenta para fazer os treinos acontecerem.

Não se esqueça também dos profissionaiss que serão responsáveis pela limpeza e manutenção do box, e claro, o atendimento! 

3) Equipamentos

Prefira marcas já consolidadas no mercado, como a Fortify, Rogue e a RAE, por exemplo, pode ser um caminho seguro, pois essas marcas não são reconhecidas à toa.

Aqui você pode conferir quais são as principais marcas de equipamentos  e os diferenciais de cada uma delas.

Por trabalhar ao mesmo tempo com agilidade, força, equilíbrio, resistência, condicionamento cardiorrespiratório e coordenação motora, destacamos os principais materiais e equipamentos com suas especificidades e potencialidades:

  • Step: seu foco é desenvolver o condicionamento cardiorrespiratório, promovendo assim por consequência a queima de gordura corporal. Sua pluralidade permite também a realização de atividades aeróbicas, utilização como plataforma para a execução de abdominais e demais exercícios de força;
  • Corda de pular: a brincadeira de criança ganhando papel fundamental no trabalho da coordenação motora, queima de gordura e desenvolvimento da capacidade cardiorrespiratória;
  • Bosu Ball: equilíbrio e controle corporal são trabalhados possibilitando o aumento dos níveis de dificuldade de exercícios que fortalecem os membros inferiores. Destaca-se a capacidade de variações interessantes para o agachamento e a extensão de quadril;
  • Medicineballs: versatilidade em servir tanto para abdominais ou como peso para exercícios de membros superiores. Essas bolas geram dinamismo no treino de força;
  • Corda para Rope Trainning: possibilita o desenvolvimento de força e resistência nas capacidades aeróbicas e anaeróbicas;
  • Kettlebell: bola feita de ferro fundido com uma alça para manuseio. Multiuso total no treinamento funcional podendo trabalhar força, flexibilidade e resistência;
  • Bola ou feijão: trabalha resistência e alongamento, além de oferecer variados níveis de dificuldade para execução de abdominais;
  • Elástico: superversátil, permitindo total desenvolvimento de força e flexibilidade muscular;
  • Abdogain: tem sua função em trabalhar de forma isolada cada grupo muscular do abdômen, gerando melhor condicionamento da musculatura abdominal;
  • Escada de agilidade: estimula a coordenação motora e o equilíbrio. Destaca-se o grau de dificuldade do exercício é proporcional à velocidade das passadas. 

Como ter uma gestão eficiente e otimizada do seu box?

  • Tenha um site

Um dos itens indispensáveis para que seu negócio cresça, principalmente no ambiente digital, é investir no desenvolvimento de um site responsivo e leve, que carregue em dispositivos como tablets e smartphones para facilitar as suas vendas.

Um bom site deve possuir as informações de contato do box, como o endereço e a localização atualizada, telefone de contato, e-mail e WhatsApp. Também deve conter um mini currículo do Head Coach (ou Coach) responsável pelos treinos, redes sociais do box, breve história e as modalidades que são oferecidas.

  • Aplicativo

Muitos sistemas de gestão possuem apps integrados que, além de oferecer ao gestor mais facilidade para acessar números e resultados, também traz benefícios a seus alunos, como é o caso do App Meu Box.

O App Meu Box foi desenvolvido em parceria com referências da área de treinamento funcional e possui check-in de presença, para que seus alunos possam confirmar em quais aulas irão, além de dar acesso ao WOD do dia, registro de PRs e ranking de performance dos alunos do box, separados por categoria.

O app também conta com uma rede social interna com possibilidade de postar fotos e comentar nos posts de outros alunos; sinais de alerta para o consumo de água, e um recurso premium de nutrição, no qual você tem a possibilidade de rentabilizar ainda mais seu negócio.

Clique aqui e saiba mais.

  •  Sistema de Gestão

No começo você pode achar desnecessário contar com um sistema de gestão para o seu box, mas acredite, ele fará uma grande diferença na administração do seu novo negócio. Um sistema de gestão completo dará as principais informações do seu box, além de fazer o controle financeiro e relacionamento com seus alunos.

Com esses dados atualizados, você terá autonomia para uma tomada de decisão mais eficiente focada em resultados, além de poder traçar estratégias de marketing e vendas mais consistentes.

O sistema Pacto é um desses sistemas que oferece uma gestão de alta performance, focada em ajudar você a evitar inadimplência, aumentar suas vendas e ter total controle do seu faturamento. Clique aqui e saiba todos os detalhes que contribuirão para o crescimento do seu box.

2 comentários

Frank 12/07/2021 - 15:18

Boa tarde
Para um box de crosstreining funcionar, e obrigatorio por lei ter um profissional de educação fisica.

Responder
Tibério Lemes 10/08/2021 - 13:45

Sim. Veja mais nesta matéria: https://autoridadecross.com.br/dicas-de-gestao-crossfit/montar-uma-academia-de-crossfit/

Abração, obrigado pela visita ao nosso blog 😉

Responder

Deixar comentário

*Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. ACEITO Política de Privacidade

TERMOS DE USO E PRIVACIDADE
Aplicativo para Box CrossFit ×

FAÇA GESTÃO PROFISSIONAL NO SEU BOX/STUDIO CROSS!

Sistema e Aplicativo para CrossFit: produtividade e inovação em uma só ferramenta!

CLIQUE AQUI PARA CONHECER